Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Conselho Nacional do Trabalho
Início do conteúdo da página

Vídeos

        

Notícias CNT

EDUCAÇÃO

Escola Nacional de Inspeção do Trabalho priorizará cursos à distância em 2019

Enit implanta estúdio de EaD para capacitações virtuais; anúncio foi feito durante apresentação do relatório preliminar de gestão 

RONDÔNIA

Presos suspeitos de vender certificados falsos de cursos de segurança e saúde

Auditores-fiscais do Ministério do Trabalho participaram da operação; investigação teve início após a análise de acidentes graves envolvendo trabalhadores do setor elétrico 

REGISTROS SINDICAIS

NOTA OFICIAL

O Ministério do Trabalho acompanha as ações desenvolvidas pela Polícia Federal nesta quinta-feira (13) com o propósito de apurar eventuais irregularidades em autorizações de restituição de imposto sindical. Cabe ressaltar que, desde o início da atual gestão, foram tomadas todas as medidas necessárias para apuração, a fim de evitar prejuízos ao erário e sanar possíveis problemas. Em relação aos processos de solicitação de restituições de contribuições sindicais urbanas, foi determinada em setembro de 2018 a manutenção da suspensão de repasses de recursos relativos a essas restituições, à exceção daquelas determinadas por ordem judicial. Em 5 de outubro, a partir de relatório da Controladoria Geral da União (CGU), o Ministério do Trabalho instaurou um grupo de correição para apurar possíveis irregularidades em processos de restituição de Contribuição Sindical Urbana do período de janeiro de 2016 a abril de 2018, relacionados à operação Registro Espúrio da Polícia Federal. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos até 31 de dezembro deste ano. Outro grupo de correição foi instaurado para apurar possíveis irregularidades em processos de requerimento de registro sindical indicados pela Polícia Federal, relativos à mesma operação. Ao mesmo tempo em que contribui para as apurações necessárias, o Ministério do Trabalho aguarda a conclusão das investigações da Polícia Federal, sem prejuízo à sua missão e ao seu relevante papel social, sempre garantindo o mais amplo direito de defesa àqueles que foram alvo da operação desta quinta-feira.   Ministério do TrabalhoAssessoria de imprensaimprensa@mte.gov.br(61) 2021-5494

Fim do conteúdo da página