Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Conselho Nacional do Trabalho > Últimas notícias > Ações em feiras livres retiram crianças e adolescentes de situação de trabalho infantil
Início do conteúdo da página

Vídeos

        

Notícias CNT

Aviso de pauta

Dados do Caged de outubro serão divulgados às 15h desta quinta-feira. A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia divulga nesta quinta-feira (21) os resultados de outubro do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Todas as informações estarão disponíveis às 15h no www.trabalho.gov.br. Não haverá coletiva de imprensa. O que: Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de outubroQuando: quinta-feira (21), às 15hOnde: www.trabalho.gov.br

Operação resgata 14 pessoas de condições análogas ao trabalho escravo

Auditores-fiscais do Trabalho fiscalizaram fazendas de extração de palha da carnaúba no interior do Rio Grande do Norte

Congresso promulga Nova Previdência: confira as principais mudanças

Novas regras passarão a valer a partir da publicação no Diário Oficial da União

Auditores dos grupos móveis de fiscalização atuaram em cidades da Bahia e do Sergipe

Ações de fiscalização na Bahia e no Sergipe resultaram na retirada de 67 crianças e adolescentes de situações de trabalho infantil em feiras livres. Os auditores encontraram os jovens trabalhando em logradouro público, que é uma das descrições previstas como proibidas no Decreto 6481/2008, que trata da Lista das Piores Formas de Trabalho Infantil (Lista TIP).

Auditores-fiscais verificaram a presença de 37 crianças e adolescentes trabalhando na Feira do Bugio, bairro de Aracaju (SE). Nas cidades baianas de Inhambupe e Itapicuru, foram flagradas 23 e sete jovens. Em todos os casos, a auditoria fiscal do trabalho promoveu o acionamento da rede de proteção aos direitos das crianças e adolescentes para adoção das medidas protetivas necessárias.

Além disso, os dados das famílias das 67 crianças e adolescentes foram encaminhados à assistência social dos municípios, para acompanhamento de sua situação e adoção das providências pertinentes, como a inclusão em programa de transferência de renda, verificação da frequência escolar e o acionamento de conselhos tutelares.

Também houve a lavratura de autos de infração de Infração em face destes municípios, responsáveis por impedir a ocorrência do trabalho infantil nos espaços públicos sob sua gestão. Auditores-fiscais de Sergipe e Bahia acompanharão a regularização das situações constatadas e a adoção de medidas efetivas de prevenção, visando à erradicação do trabalho infantil.

Realizadas entre 23 e 31 de outubro, as operações foram coordenadas por auditores dos grupos móveis de fiscalização de combate ao trabalho escravo e de enfrentamento ao trabalho infantil da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. Elas contaram com a participação do Ministério Público do Trabalho, da Defensoria Pública da União e da Polícia Rodoviária Federal.

registrado em:
Fim do conteúdo da página