Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Feira debate realidade da Economia Solidária no Nordeste
Início do conteúdo da página
PIAUÍ

Feira debate realidade da Economia Solidária no Nordeste

Evento foi promovido pela Superintendência Regional do Trabalho em parceria com o Fórum Estadual de Economia Popular e Solidária

  • Publicado: Quarta, 06 de Junho de 2018, 12h22
  • Última atualização em Quarta, 06 de Junho de 2018, 12h22
  • Acessos: 383
Divulgação/ Ministério do Trabalho
imagem sem descrição.

 

Reunindo expositores de 20 municípios, como Monsenhor Gil, Campo Maior e Pedro II, a terceira edição da Feira de Economia Solidária e Agricultura Familiar de 2018 aconteceu nesta terça-feira (5), em Teresina. Com o tema “Promovendo o Comércio Justo e o Trabalho Digno”, o evento foi promovido pela Superintendência Regional do Trabalho no Piauí (SRT-PI) em parceria com o Fórum Estadual de Economia Popular e Solidária do Piauí (Feespi) e gestores públicos que contribuem para o desenvolvimento do setor no estado.

Quem visitou a feira teve a oportunidade de conhecer o trabalho de expositores e comprar produtos artesanais por um preço justo. Foram comercializados doces, roupas, pinturas, tecelagens, hortaliças, artesanato e produtos de agricultura familiar.

Destacando a experiência, desafios e expectativas das pessoas que compõem os empreendimentos, foi realizada uma roda de conversa com o tema “A realidade da Economia Solidária no Nordeste”, coordenada pelo professor de Economia do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e mestre em Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente Eduardo Oliveira.

“A economia solidária é uma alternativa para as pessoas conseguirem mais autonomia financeira através de suas habilidades e qualificações, realizando seus trabalhos de maneira digna. Por isso, é necessário que esses grupos tenham paciência, mas também não desanimem e estejam cada vez mais ativos na luta pelo reconhecimento de suas atividades junto à sociedade e ao poder público”, disse o professor.

Para o superintendente regional do Trabalho no Piauí, Philippe Salha, as feiras mensais promovidas pela SRT-PI juntamente com o Fórum são importantes, pois, além de possibilitar a venda dos produtos, proporcionam o engajamento das pessoas que contribuem para o desenvolvimento e fortalecimento da economia solidária no estado.

“As feiras são realizadas por nós, mas os protagonistas são vocês, que estão todos os meses aqui mostrando a força da economia solidária no estado. Nosso dever enquanto Ministério do Trabalho é facilitar, na medida do possível, a geração de renda e valorização dos trabalhos desenvolvidos por vocês”, afirmou o superintendente.


Ministério do Trabalho
Assessoria de Imprensa
Lays Viana da Silva
imprensa@mte.gov.br
(61) 2021-5449

registrado em:
Fim do conteúdo da página