Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Economia Solidária > Plano Nacional de Economia Solidária
Início do conteúdo da página

Plano Nacional de Economia Solidária

Publicado: Quarta, 26 de Agosto de 2015, 19h40 | Última atualização em Segunda, 11 de Janeiro de 2016, 16h32 | Acessos: 11371

O 1º Plano Nacional de Economia Solidária (2015-2019) é um instrumento de orientação das políticas públicas para os próximos anos e foi feito com a participação ativa do público da economia solidária, durante as várias etapas da 3ª Conferência Nacional de Economia Solidária.

A 3ª Conferência Nacional aconteceu no período de 26 a 29 de novembro de 2014, em Brasília/DF, reunindo mais de 1.600 participantes, entre delegados/as, convidados/as e observadores/as, para debater o Tema: “Construindo um Plano Nacional da Economia Solidária para promover o direito de produzir e viver de forma associativa e sustentável”. A etapa nacional foi precedida de um amplo processo de preparação e mobilização com a realização de 207 Conferências Territoriais e Municipais com 16.603 participantes; 26 Conferências Estaduais com a participação de 4.484 delegados(as); e 05 Conferências Temáticas Nacionais com a participação de 738 pessoas. Ao todo foram mobilizadas 21.825 pessoas em 1.572 municípios.

Assim, o Plano Nacional de Economia Solidária é uma conquista de todos/as. O Plano está organizado em 3 eixos:

  • EIXO I - CONTEXTUALIZAÇÃO: análise das forças e fraquezas (internas) e das oportunidades e ameaças (externas) para o desenvolvimento da economia solidária no atual contexto socioeconômico, político, cultural e ambiental, nacional e internacional.
  • EIXO II - OBJETIVOS E ESTRATÉGIAS: definições estratégicas, considerando a análise do contexto e as demandas dos empreendimentos econômicos solidários, à luz dos princípios, práticas e valores da economia solidária.
  • EIXO III - LINHAS DE AÇÃO E DIRETRIZES OPERACIONAIS: elaboração de diretrizes operacionais a partir de eixos estratégicos de ação que ofereçam subsídios para a formulação de metas e atividades.

Seguindo a lógica do Plano Nacional, os estados e municípios estão desenvolvendo agora seus próprios planos de economia solidária.

 

Baixe aqui o 1º Plano Nacional de Economia Solidária: Plano Nacional de Economia Solidária

registrado em:
Fim do conteúdo da página